23 janeiro 2013

Palavras mortas


As palavras tem um imenso poder, podem curar,  ferir, alegrar e entristecer. 
Podem ser cheias de amor e ternura, mas também vazias e amargas como fel.
Também existem pessoas que vivem de meras palavras, suas vidas se resumem a um mundo de blá blá blá.
Palavras podem ser levadas pelo vento e cair no esquecimento. 
No entanto, suas atitudes deixam marcas, que podem perdurar por toda eternidade.
Proveito algum pode-se tirar de palavras vazias, mas se agregadas à ações, as coisas podem tomar novas formas e cores.
Por isso se não for para fazer é melhor não dizer, pois palavras sem ações são frias e pálidas como a morte.
Dê vida às suas palavras, não apenas as diga, mas seja e faça!

Alma de menina, coração de poeta

09 janeiro 2013

Viver sem medo de ser feliz!


A vida é uma dádiva quando percebemos que viver é muito mais que simplesmente existir.
Então, para que perder tempo com ressentimentos quando há tanta coisa útil para se fazer e tantas pessoas que valem a pena amar.
Por que viver pensando nas batalhas perdidas, quando ainda se tem a chance de vencer a guerra?
Por que se lamentar tanto das coisas ruins que aconteceram, dos fracassos pessoais se o amanhã acorda todo dia junto com o sol, trazendo a oportunidade de fazer tudo diferente?
Para que se contentar somente com as conquistas do passado se há tanto para se conquistar hoje?
Viver é uma dádiva, viva como nunca, aproveite cada minuto do seu dia como se fosse o último.
Se for intenso os pequenos momentos deixarão de ser apenas momentos, serão especiais como pequenos milagres.
Aproveite as oportunidades, pois não se sabe por quanto tempo estarão disponíveis.
Ainda que estejas trites e de alma abatida, se observar bem lá no fundo, entenderas que sempre haverá um motivo para se alegrar.
Viva sem medo de ser feliz! Porque viver por viver não faz sentido é preciso fazer valer a pena.*

Cris Bernardes

08 janeiro 2013

Amar independente de...


Descobrimos que realmente amamos nossos amigos ou familiares quando se percebe o quanto nos afeta vê- las sofrer.
O sofrimento do próximo faz com que venhamos perder o chão e compartilhamos assim a sua dor.
Infelizmente algumas pessoas se alegram com o fracasso dos outros, e para tais, se torna um prazer tripudiar sobre a dor alheia, isso me entristece e me abate a alma.
Nosso coração deve ser cheio de amor e compaixão pelo próximo, e jamais o sofrimento de alguém deve se tornar motivo para alegria.
Seria uma tremenda hipocrisia da minha parte dizer que amo e tenho compaixão sempre por todas as pessoas, muitas vezes é difícil praticar o amor, principalmente se tratando de alguém que nos causou dano.
Pode parecer um tanto clichê, mas é verdade a frase que diz: "fazer o bem sem olhar a quem."
A palavra de Deus nos ensina a vencer o mal com bem (Romanos 12:21).
Mas independentemente de crenças religiosas, o amor é e sempre será o bem mais precioso que alguém pode ter e através dele podemos enxergar diversos frutos, tais como o perdão, tolerância, compaixão que é diferente do sentimento de pena. Amar é estender a mão à aquele que está caído e ajuda-lo a levantar ao invés de empurra-lo para o abismo com julgamentos ou criticas. Como costuma dizer uma querida amiga "amar independente de..."
Mas o que significa amar independente de...? 
Quer dizer que amo meu próximo apesar de muitos de seus defeitos me incomodarem, é continuar amando aquele que tenha me ferido, me maltratado, continuar amando mesmo aquele que me fez mal, amar acima das diferenças, circunstâncias, crenças, pontos de vista etc, etc.
Torno a repetir que praticar o amor não é nada fácil, mas se cada um de nós fizesse um imenso esforço, viveríamos num mundo bem melhor.
Que nós venhamos nos dar a oportunidade de amar independente de.


Cris Bernardes


Layout: Natana Duarte | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©